skip to Main Content

Democracia Digital | Seminário Internacional sobre Democracia Digital e Direitos Fundamentais

Informamos que o IDP promoveu o Seminário Internacional sobre “Democracia e Direitos Fundamentais na Era Digital”, distribuídos em dois dias, no qual participaram autoridades representantes de órgãos públicos, entidades e academia, que se debruçaram sobre diversas temáticas afetas à defesa dos direitos fundamentaisregulação das inteligências artificiais (IAs), proteção de dados pessoais e fortalecimento de valores democráticos.

Os expositores discorreram de forma geral, a favor da preservação dos direitos fundamentais, desde a propriedade privada, até a proteção dos dados pessoais de usuários de serviços digitais. Nesse sentido, argumentaram que a regulamentação de plataformas digitais e do desenvolvimento das IAs se faz necessária, frente aos seus usos indevidos. Neste sentido, o ministro Roberto Barroso (STF), defendeu a regulação das redes sociais, uma vez que a disseminação de fake news gera um desvirtuamento do debate democrático, por meio de influências massivas da opinião pública, em especial com o uso de bots e perfis falsos.

Em outro ponto, argumentou-se sobre a ausência de conflito entre uma regulação das IAs e riscos para a inovação no ambiente tecnológico brasileiro, uma vez que, segundo Tainá Junquilho (IDP), a proposta do PL 2338/2023 – que concentra os debates sobre IA no Brasil – contempla os sandboxes regulatórios, para o teste de sistemas em conformidade com o ordenamento jurídico sobre o tema. Ainda, defendeu que a regulação é oportuna tendo em vista o uso indiscriminado da tecnologia que geram danos morais, econômicos e democráticos, por meio de fake News – notícia falsas –, deep fakes – conteúdo audiovisual falso, mas que parece verdadeiro – e violação de direitos autoriais, para o caso das IAs generativas.

Por outro lado, alguns expositores defenderam uma abordagem que privilegie as oportunidades positivas trazidas pela digitalização da vida cidadã e do uso de sistemas de inteligências artificial. Segundo o deputado Orlando Silva (PCdoB/SP), a regulação do tema é inevitável, mas precisa ser equilibrada de forma a não atrapalhar seu pleno desenvolvimento no Brasil, em linha com as falas do senador Eduardo Gomes (PL/TO). Adicionalmente, Ana Oliveira, da Google, recomendou que os debates também levem em consideração o uso da tecnologia pelas startups e os setores da saúde e saneamento básico, que contam com sistemas de apoio tidos pelo texto do PL 2338 como de alto risco, podendo paralisar a continuidade desses sistemas.

Clique aqui e acesse o relatório do seminário.

Atenciosamente


Christian Tadeu – Presidente da Federação Assespro

Josefina Gonzalez – Presidente da Assespro-PR

Veja também:

Newsletter Foco no Planalto – Edição 15/2024

Boletim Político, Foco no Planalto
Confira a newsletter exclusiva “Foco no Planalto”, relativa a semana de 8 a 12 de abril.
Continue lendo
Back To Top