skip to Main Content

Saúde Digital | Implementados novos contratos para 2023

Informamos que o Ministério da Saúde assinou quatro novos contratos para evolução da saúde digital em 2023. Os contratos servem para estabelecer parcerias de backup avançadoinfraestrutura de nuvem para Rede Nacional de dados e tecnologia de desenvolvimento de sistemas no âmbito do Departamento de Informática do SUS (Datasus).

AVANÇOS

Os novos contratos possibilitarão, de acordo com o Ministério, a redução de 60% dos custos da pasta, aproveitando melhorias já instaladas ao passo que também inclui novos aprimoramentos. A proposta traz proteção a informações da saúde, amplia a rotina de backups e aumenta a capacidade do Datasus.

Dentre as melhorias estabelecidas, está a instalação de nova infraestrutura em nuvem na Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS). A Rede foi formada em 2020 como apoio ao combate à pandemia de Covid-19 e já está em sua segunda versão.

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DIGITAL

As ações vão em consonância à Estratégia de Saúde Digital do Ministério da Saúde, plano de 8 anos (2020-2028) que busca servir como instrumento de informações oportunas e precisas nas tomadas de decisões para o cenário da pandemia do novo coronavírus, estabelecida como repositório nacional de dados da pandemia e permitindo o compartilhamento de informações de saúde em geral e promover os esforços de estados, municípios e saúde suplementar, sendo responsável inclusive pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação de Covid-19.

O plano foi montado baseado nos ideais da Estratégia E-Saúde, de 2017, que estabeleceu as visões de saúde digital no Brasil, assim como os mecanismos contributivos para a incorporação em alinhamento às diretrizes e princípios do SUS e a política brasileira de governo eletrônico.

Dentre os objetivos levantados no documento estão:

  • Redução da fragmentação das iniciativas de estratégia da Saúde Digital no SUS e aprimorar a governança da estratégia;
  • Fortalecimento da intersetorialidade de governança de estratégia da Saúde Digital;
  • Elaboração do marco legal de estratégia da Saúde Digital no País;
  • Definição e implantação de arquitetura para a estratégia da Saúde Digital;
  • Definição e implantação de sistemas e serviços de estratégia da Saúde Digital;
  • Disponibilização de serviços de infraestrutura computacional;
  • Criação de arquitetura de referência para sustentação dos serviços de infraestrutura;
  • Criação de certificação em estratégia da Saúde Digital para trabalhadores do SUS; e
  • Promoção da facilitação do acesso à informação em saúde para a população.

 

Atenciosamente,

Christian Tadeu – Presidente da Federação Assespro
Josefina Gonzalez – Presidente da Assespro-PR

Veja também:

Back To Top