skip to Main Content

Paraná quer ampliar parceria com a Índia na área de tecnologia

Com a presença de importantes empresas indianas do setor de tecnologia e a cooperação em projetos nas universidades estaduais, o Paraná quer ampliar a parceria com a Índia na área de tecnologia. O governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu nesta segunda-feira (15), no Palácio Iguaçu, o embaixador indiano no Brasil, Suresh Reddy, para reforçar os projetos conjuntos nessa área.

Ratinho Junior deve liderar, ainda neste semestre, uma missão ao país asiático com foco nos setores de tecnologia e inovação. Quinta maior economia mundial, a Índia ultrapassou a China e se tornou, no ano passado, o país mais populoso do mundo, com 1,4 bilhão de habitantes. O país é também uma referência em tecnologia, exportando conhecimento, equipamentos e mão de obra especializada para o mundo.

O governador destacou que o Paraná investe para se tornar o grande polo de inovação do Brasil e um berçário de novos profissionais na área. O Estado conta, atualmente, com cerca de 500 mil alunos fazendo aula de programação e outros 200 mil estudando robótica nas escolas da rede estadual. Já a Universidade Estadual de Londrina (UEL) lançou, recentemente, um curso de graduação na área de Ciência de Dados e Inteligência Artificial, o primeiro ofertado por uma universidade pública no Paraná.

A rede de ciência e tecnologia paranaense também é reforçada com as sete universidades estaduais, com 18 parques tecnológicos espalhados por todas as regiões do Estado e com instituições de desenvolvimento e fomento à pesquisa, como a Fundação Araucária e o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

“Queremos nos tornar, no Brasil, o que a Índia representa para o mundo em termos de tecnologia e inovação. E, para isso, queremos fortalecer os laços com o país para avançar cada vez mais nessa área”, afirmou Ratinho Junior. “Estamos investindo desde a base para ser um celeiro de novos talentos no setor de tecnologia, que mesmo pagando muito bem tem carência de mão de obra. É apostando na inovação que vamos desenvolver cada vez mais o nosso Estado, que já é considerado o mais inovador do Brasil”.

O embaixador Suresh Reddy explicou que o país tem parcerias com países como a França, a Noruega e a Dinamarca para fomentar o setor tecnológico, e destacou que o Paraná é um forte candidato para cooperação nessa área no Brasil. “Quando olho para o Paraná, não vejo apenas um estado agrícola ou industrial, mas um estado do futuro, que está se tornando uma referência para o Brasil de como uma localidade deve se preparar para o futuro”, destacou.

SUPERCOMPUTADOR – No Paraná, uma parceria entre a Fundação Araucária e o Centro de Desenvolvimento de Computação Avançada da Índia (C-DAC, da sigla em inglês) viabilizou a instalação de um computador de alta performance, também chamado de supercomputador, na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). A ideia é que a tecnologia também seja levada para as outras universidades estaduais, para fazer o processamento de dados de áreas como a genômica, física, inteligência artificial, entre outras.

O Paraná também é sede de importantes empresas de tecnologia indianas, como a Tata Consultancy Services (TCS), maior provedora de serviços e produtos de tecnologia de informação do mundo e maior companhia da Índia. Instalada há seis anos em Londrina, no Norte do Paraná, a multinacional emprega cerca de 1,8 mil profissionais e está se consolidando como um dos maiores polos de tecnologia e inovação do País.

Outra empresa indiana com presença no Estado, desta vez em Curitiba, é a HCL Tech, também voltada para o desenvolvimento de sistemas de TI. Já a paranaense Packen está chegando ao mercado indiano, com a instalação de uma planta de reciclagem e produção de embalagens, que deve ser inaugurada nos próximos meses no país asiático.

AGENDA – Além da reunião com o governador Ratinho Junior, o embaixador da Índia também fez uma visita ao Tecpar na tarde desta segunda-feira. Na terça-feira (16), a comitiva indiana fará uma visita técnica à sede da TCS, em Londrina.

O Tecpar também pode se beneficiar de parcerias com a Índia, que é maior produtora mundial de vacinas, responsável por 65% dos imunizantes produzidos no mundo. O instituto paranaense é referência na produção de medicamentos biológicos, vacinas e kits de diagnóstico para uso animal e humano, sendo responsável pelo fornecimento da vacina antirrábica ao Ministério da Saúde.

PRESENÇAS – Participaram da reunião o vice-governador Darci Piana; o adido comercial da Índia no Brasil, Suraj Jadhav; o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona; os diretores-presidentes da Invest Paraná, Eduardo Bekin; do Tecpar, Celso Kloss; e da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig; a chefe do Escritório de Representação do Itamaraty no Paraná, embaixadora Lígia Scherer; o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Alex Canziani; além de assessores e representantes das empresas.

Fonte: Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital

Veja também:

Consulta Pública | ANATEL – Atualização das atribuições e destinações de Frequências do Brasil (2023-2024) – Prorrogado

Comunicados do Presidente e Diretorias, Serviços
Destacamos a publicação da Resolução nº 846/2024 que aprova o Plano Anual de Investimentos dos Recursos Reembolsáveis do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Continue lendo

Agenda Legislativa de 15 a 19 de abril de 2024

Agenda Legislativa, Boletim Político
Confira a Agenda Legislativa de 15 a 19 de abril de 2024.
Continue lendo
Back To Top