skip to Main Content

Em Curitiba, MCTI realiza visita técnica a institutos de ciência e tecnologia

Ministro Paulo Alvim conheceu as instalações do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e do Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec)

Em visita técnica realizada na quinta-feira (26), em Curitiba (PR), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, participou de reuniões e percorreu as instalações de importantes Institutos de Ciência e Tecnologia do estado: o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e o Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec).

O Tecpar é uma empresa pública do governo do Paraná fundada em 1940. É uma instituição de ciência e tecnologia que, com seu corpo técnico, apoia a inovação e o desenvolvimento econômico do estado e do Brasil, com foco em três pilares: empreendedorismo tecnológico inovador, a indústria da saúde, e desenvolvimento tecnológico e inovação.

Na instituição, o ministro conheceu o laboratório do Centro de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente, o laboratório do Centro de Tecnologia de Materiais e visitou a planta de produção de vacinas. Há décadas, o Tecpar é fabricante de vacinas e abastece o sistema brasileiro de saúde com esses produtos.

“O Paraná hoje é uma referência quando se fala em práticas de políticas de ciência, tecnologia e inovação. Estamos visitando ICTs que são referência e que fazem girar a tripla hélice aqui no estado”, disse o ministro. “É uma visita para reconhecer o que está sendo feito e, mais do que isso, dar visibilidade para que outras unidades da federação possam implementar”.

Segundo o ministro, ciência, tecnologia e inovação são investimentos estratégicos, mas precisam de infraestrutura de pesquisa, pessoal capacitado e recursos que possam dar dinâmicas positivas e permitam interação do setor acadêmico e empresarial.  “Esse é o círculo virtuoso da ciência e tecnologia, que acreditamos que, com avanços graduais e maior estabilidade, vamos avançar”, lembrou. “Estamos em instituições que têm décadas de trabalho e bons serviços prestados, e a partir da aprovação da Lei Complementar 177, que mobilizou todo o ecossistema, passamos a ter recursos estáveis do FNDCT”.

O ministro participou ainda de uma reunião com o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado Afonso; o presidente da Associação Brasileira de Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação (Abipti); o presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna; o presidente do Conselho de Administração do Tecpar, Haly Abou Chami; o diretor de Tecnologia e Inovação do Tecpar, Carlos Gomes Pessoa; e o diretor Industrial da Saúde do Tecpar, Iram de Rezende.

O diretor presidente do Tecpar ressaltou a importância da ciência e tecnologia em áreas como saúde e agricultura. “Temos parcerias antigas que estamos aprimorando agora”, lembrou. “Vamos amadurecer novos projetos em pesquisa e desenvolvimento, especialmente na área de saúde e carbono, em novas variáveis como vacinas e base tecnológicas. É fundamental a visita do ministro para que esse alinhamento fique cada vez mais forte — é um reconhecimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações”.

Tecpar.jpeg

Lactec

A visita ao Lactec se deu em duas etapas. A primeira, com a ida ao laboratório LEME e LAC, onde a comitiva do ministro pode observar as atividades em pesquisa em alta tensão, eletromobilidade e metrologia. O diretor presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna, falou sobre o encontro e a visita.

 “O ministro tem dado muita atenção à aliança entre o setor público e as instituições de pesquisa públicas trabalhando em conjunto com instituições privadas como o Lactec e a academia entregando sempre algo para o consumidor final e a sociedade”, ressaltou. “O foco dos nossos projetos é sempre levar algo inovador de forma geral. Hoje conversamos especialmente sobre energias renováveis e, especificamente, o hidrogênio verde, que é um componente importante para limpar nossa matriz energética”.

Criado em 1959, O Lactec é uma referência em soluções inovadoras para o segundo setor, como empresas, indústrias e concessionárias de energia, atuando em mercados essenciais para a segurança e a sustentabilidade.

Fonte: MCTI

Veja também:

Conteúdo Restrito

Agenda Legislativa, Boletim Político
Continue lendo

Conteúdo Restrito

Boletim Político, Foco no Planalto
Continue lendo
Back To Top