skip to Main Content

Em ano histórico, Paraná conquista prêmios globais e nacionais de inovação

O Paraná teve um 2023 histórico na área da inovação, no qual Estado, Curitiba e municípios do Interior obtiveram destaque nacional e internacional em prêmios nas áreas de sustentabilidade, ciência e tecnologia.

Exemplo disso foi o resultado no Ranking Cidades Inovadoras e Sustentáveis, realizado pela consultoria Bright Cities, com ISO 37120, que colocou o Paraná na liderança do País. O estudo classificou a eficiência dos maiores municípios do Brasil, levando em conta a medida dos índices alcançados em 40 indicadores das três maiores cidades de cada estado em termos populacionais.

No Paraná foram avaliadas Curitiba, Londrina e Maringá, e o Estado ficou à frente de São Paulo e Santa Catarina, fechando a segunda e terceira posição, respectivamente. Curitiba, Londrina e Maringá também figuraram entre as melhores do mundo para abrigar startups, segundo o ranking Startup Ecosystem Index Report 2023.

Em novembro, Curitiba foi escolhida pela Smart City Awards como a cidade mais inteligente do mundo, vencendo as finalistas Barranquilla (Colômbia), Cascais (Portugal), Izmir (Turquia), Makati (Filipinas) e Sunderland (Reino Unido). Os critérios utilizados no reconhecimento envolvem políticas públicas, programas, planejamento urbano e ações de modernização. A premiação é considerada uma das mais relevantes do mundo em inovação.

Em outras regiões do Estado, os municípios do Interior foram reconhecidos como cidades inteligentes e em pleno desenvolvimento. Ponta Grossa, nos Campos Gerais, e Assaí, no Norte, se somaram a Curitiba quando o Intelligent Community Forum elegeu as 21 comunidades mais inteligentes do mundo, sendo as únicas das cidades da América do Sul presentes no ranking.

No Prêmio Cidades Empreendedoras, Apucarana, no Vale do Ivaí, conquistou o 2º lugar na categoria de cidades com população entre 100 mil e 285 mil habitantes com o Programa Economia Solidária e Empreendedorismo Feminino, e Guaíra, na região Oeste, ficou na mesma posição, na categoria de municípios com até 50 mil habitantes, com o projeto Desburocratizando o Desenvolvimento.

Cascavel, na região Oeste, e Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, também foram reconhecidas no campo do empreendedorismo inovador, assim como Curitiba, Londrina, Maringá e Ponta Grossa na lista das 50 cidades mais empreendedoras do Brasil.

O secretário estadual da Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI), Marcelo Rangel, afirma que o Paraná está concentrando esforços e investimento no setor. Ele cita, como exemplo, a elevação da antiga Superintendência para Secretaria, além da regulamentação da Lei Estadual de Inovação, assinada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em abril.

“É fruto de um trabalho em conjunto do Governo do Paraná, os municípios, o setor produtivo e a sociedade civil. A inovação para os países de primeiro mundo é uma das principais fontes de renda e investimento. É assim na Coreia do Sul, Singapura, Estados Unidos, Estônia. E o Paraná está seguindo esse modelo. Estamos investindo no Interior, qualificando mão de obra, para que as pessoas não precisam deixar suas cidades em busca de oportunidades nos grandes centros”, afirma.

ECOSSISTEMAS DE INOVAÇÃO – O Paraná também se destacou no segmento de Ecossistemas de Inovação, com quatro de nove finalistas no Prêmio Nacional de Inovação 2023, realizado pelo Sebrae e pela Confederação Nacional da Indústria.

Ecossistema é um conjunto conectado de organizações, instituições e indivíduos que colaboram e interagem para promover a criação, desenvolvimento e implementação de novas ideias, produtos e serviços. Esse sistema estimula a inovação por meio da cooperação, compartilhamento de conhecimento, recursos e suporte financeiro, criando um ambiente propício para o crescimento econômico.

O Vale do Pinhão, de Curitiba, foi um dos finalistas na categoria grande porte. Já na categoria médio porte foram destaque o Sistema Regional de Inovação do Sudoeste do Paraná, impulsionada por Pato Branco, Francisco Beltrão, Dois Vizinhos e Palmas e Realeza, e o Centro de Inovação de Maringá.

Por fim, na categoria pequeno porte, o Sistema Regional de Inovação do Norte Pioneiro foi finalista, composto por 12 cidades: Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Ibaiti, Jaboti, Jacarezinho, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos e Wenceslau Braz.

Fonte: Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital

Veja também:

Consulta Pública | ANATEL – Atualização das atribuições e destinações de Frequências do Brasil (2023-2024) – Prorrogado

Comunicados do Presidente e Diretorias, Serviços
Destacamos a publicação da Resolução nº 846/2024 que aprova o Plano Anual de Investimentos dos Recursos Reembolsáveis do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Continue lendo

Agenda Legislativa de 15 a 19 de abril de 2024

Agenda Legislativa, Boletim Político
Confira a Agenda Legislativa de 15 a 19 de abril de 2024.
Continue lendo
Back To Top