skip to Main Content

Tecnologia, sustentabilidade e investimentos: Estado terá ampla presença no Show Rural

O Governo do Paraná terá uma grande participação no Show Rural Coopavel, cuja edição de 2024 acontece de 5 a 9 de fevereiro em Cascavel, na região Oeste do Estado. O destaque será para as iniciativas coordenadas pelo Sistema Estadual de Agricultura, mas diversos órgãos estaduais oferecerão oportunidades voltadas ao agronegócio em áreas como tecnologia e sustentabilidade, além da liberação de cerca de R$ 661 milhões em recursos para o setor.

Com mais de 600 expositores espalhados pelos 720 mil metros quadrados do Show Rural, a 36ª edição da feira deve injetar mais de R$ 200 milhões na economia de Cascavel e da região Oeste nos cinco dias de evento. A expectativa da organização é superar o recorde público alcançado em 2023, quando aproximadamente 384 mil visitantes estiveram no local concretizando mais de R$ 5 bilhões em negócios.

Nesta sexta-feira (2), o governador Carlos Massa Ratinho Junior, que inaugurou nesta sexta-feira (2) a duplicação do trecho da BR-277 que passa em frente ao acesso do Show Rural Coopavel e que deve facilitar o grande fluxo de veículos na região nos próximos dias. Ele tem presença confirmada no evento na próxima terça-feira (6), quando participará de uma extensa agenda em diversos estandes para liberação de recursos e assinaturas de novos convênios.

AGRICULTURA – Mais de 100 profissionais do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná) estão envolvidos na organização do Show Rural Coopavel para mostrar oportunidades e avanços da agroindústria em diversas frentes. No estande do RenovaPR, os milhares de visitantes que passarão pela feira poderão visitar a Vitrine do Biogás e Biometano. Os projetos estimulam os agricultores, em especial os pecuaristas, a adotarem a matriz energética renovável suas propriedades rurais.

Em parceria com a Sanepar, o IDR-Paraná apresentará uma edição renovada do Caminho das Águas, um espaço onde os visitantes poderão saber mais sobrea importância da conservação de solos e da água para diminuição de riscos ambientais e proteção da saúde. O espaço permanecerá aberto durante todos os dias da feira, das 8h às 17h30.

Os pequenos produtores e comerciantes também terão um espaço de destaque oferecido pelo Governo do Estado. O Pavilhão da Agricultura Familiar Rural reunirá 42 empreendimentos familiares de 23 municípios para exposição e comércio de queijos, embutidos, defumados, vinhos e outros alimentos e bebidas. Já a Feira de Artesanato contará com 26 expositores de associações, cooperativas, grupos de artesãos vinculados a programas sociais e indígenas.

As soluções tecnológicas para preservação do solo como forma de evitar a sua degradação e aumentar produtividade fazem parte da programação preparada pelo IDR-Paraná. A estratégia dos técnicos é demonstrar como a diversificação dos sistemas de produção, com maior diversidade biológica e misturas de plantas de cobertura podem aumentar os estoques de carbono do solo.

Sempre relevante para o agronegócio, a sanidade sanitária animal e vegetal será abordada pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). Cerca de 30 técnicos do órgão estarão presentes para falar sobre influenza aviária, sanidade avícola e de suínos, greening e o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Artesanal e de Pequeno Porte do Paraná (SUSAF/PR).

O IDR-Paraná também desenvolveu tópicos de discussão para segmentos específicos dentro do Show Rural. Entre eles, a exposição dos novos cultivares de feijão e soja lançados nos últimos meses. Os projetos envolvem o plantio de variedades com características específicas e desejáveis, como resistência a pragas, doenças ou condições climáticas adversas, bem como alta produtividade, sabor e valor nutritivo.

Em conjunto com a Associação Brasileira de Criadores de Purunã (ABCP), o IDR-Paraná também vai levar à feira exemplares de bovinos da raça purunã. Os animais são o resultado de décadas de pesquisa do Instituto, desenvolvidos a partir do cruzamento de outras quatro raças, e que têm como principais características a rusticidade, tolerância ao calor e resistência ao carrapato e a outros parasitas.

Outro exemplo de melhoramento genético é a mandioca de mesa, que é uma das culturas em que o Paraná tem grande representatividade no cenário nacional. Nos últimos anos, o Instituto desenvolveu vários clones promissores que se adaptam a diferenças de temperaturas e geográficas do Estado e que estarão expostos no Show Rural aos interessados.

EDUCAÇÃO – A Secretaria de Estado da Educação estará presente em um dos estandes para expor projetos dos colégios agrícolas e florestais paranaenses, cujas atividades estão diretamente relacionadas à agricultura, pecuária e florestas. O principal objetivo é salientar a importância do uso da tecnologia na educação ambiental e no aperfeiçoamento das práticas agrícolas sustentáveis.

Entre os projetos a serem apresentados estão a utilização de drones para pulverização da lavoura, o monitoramento de animais em tempo integral, a aplicação da agricultura de precisão para o gerenciamento do cultivo e a restauração florestal em reservas legais com plantio de 2.000 mudas de espécies em extinção. As unidades de ensino também vão receber drones e outros equipamentos da Federação da Agricultura do Paraná (Faep) durante o evento.

A pasta ainda deve levar mais de mil alunos para o evento na próxima quarta-feira (7). O objetivo é expandir a relação com o agronegócio e a sustentabilidade.

Pelo 3º ano consecutivo, estudantes, docentes e técnicos da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) farão a apresentação de projetos de pesquisa desenvolvidos pela instituição de ensino, como tratores elétricos, carros movidos a hidrogênio e equipamentos de pulverização. No mesmo espaço, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior vai levar à feira os programas de agências de novação das universidades estaduais (Ageuni) e o financiamento de pesquisas acadêmicas com potencial mercadológico (Prime).

INOVAÇÃO – Uma das programações que já faz parte da agenda do Show Rural é o Hackathon, que terá a sua 5ª edição nos dias 8 e 9 de fevereiro. O evento, que é organizado pela Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital e a Celepar, tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento de produtos inovadores que aumentem a eficiência do agronegócio.

Serão até 75 participantes divididos em 15 equipes que deverão trabalhar para resolver os desafios apresentados por empresas e entidades do agronegócio. Os participantes deverão desenvolver protótipos dos produtos com o apoio de profissionais do agronegócio e de mentores especializados em inovação. No final, as equipes apresentarão os resultados das produções e serão avaliadas por uma banca técnica que vai escolher os produtos mais viáveis.

FINANCIAMENTOS – O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) assinará R$ 661 milhões em diversos contratos e repasses de recursos durante os dias de feira. A maior parte dos recursos é para financiamentos a cooperativas e produtores rurais para financiamento de projetos de biogás via Banco do Agricultor Paranaense

Além do estande tradicional para prospecção de negócios e assinatura de contratos, neste ano o BRDE terá um outro estande específico para o BRDELabs. O programa de inovação aberta do banco contará com startups convidadas, palestras e atendimentos a empreendedores.

Também serão assinados acordos para a criação de linhas de crédito no mercado de resíduos sólidos e para incremento das Parcerias Público Privadas (PPP) visando apoio técnico a projetos de outras instituições estaduais. O BRDE também lançará um edital do Fundo Verde, programa de apoio a projetos científicos, tecnológicos e inovadores que gerem impacto socioambiental positivo.

MAIS ESTADO – O Departamento de Trânsito do Paraná participará do evento com foco na efetivação de serviços, como o primeiro emplacamento online de veículos, principalmente dos que serão comercializados na feira.

A Polícia Militar atuará na segurança do evento e do entorno, inclusive com a presença da cavalaria, e contará com um estande da Patrulha Rural, que é uma referência segurança no campo. Paralelamente, a Polícia Civil prestará suporte aos participantes por meio da Delegacia Móvel.

Fonte: Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital

Veja também:

Consulta Pública | ANATEL – Atualização das atribuições e destinações de Frequências do Brasil (2023-2024) – Prorrogado

Comunicados do Presidente e Diretorias, Serviços
Destacamos a publicação da Resolução nº 846/2024 que aprova o Plano Anual de Investimentos dos Recursos Reembolsáveis do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Continue lendo

Agenda Legislativa de 15 a 19 de abril de 2024

Agenda Legislativa, Boletim Político
Confira a Agenda Legislativa de 15 a 19 de abril de 2024.
Continue lendo
Back To Top